logo

 


Conteúdo local ajustado

O Conteúdo Local para a atividade upstream de Óleo e Gás no Brasil passa por um desafio, que necessita ser  tratado adequadamente para reter as competências já adquiridas. (Por Armando Cavanha)

A contribuição da mineração no cotidiano de nossas vidas

Este artigo tem a finalidade de atingir a opinião pública brasileira, em  especial, os políticos, para que tenham uma visão mais apurada do  significado da mineração no dia a dia do ser humano. O desconhecimento  dessa questão é tão grande que chega a ser inacreditável e alguma coisa  tem que ser feita nesse sentido.

O petróleo é nosso e o desemprego também

Se for confirmada a decisão de o governo adiar a realização da concorrência, o segundo mandato do governo Dilma Rousseff comete um erro estratégico sem tamanho para o setor que representava mais de 10% do PIB nacional.

Terremotos sexagenários

Surpreendente! Os dois maiores terremotos registrados no Brasil se sucederam em um intervalo de apenas 28 dias e tiveram magnitudes bem parecidas.

A qualquer custo? Sempre será caro demais

O "fraturamento hidráulico", ou "fracking", gerou militância contra e a favor, nos EUA

Recomendações para revitalizar a indústria petrolífera nacional

Tendo em vista a crise mundial do petróleo e as consequências "da corrupção e roubalheira política na Petrobras", o geólogo e consultor Pedro Zalán sugere ao novo governo dez ações "imprescindíveis para o reavivamento da indústria no Brasil", em artigo exclusivo do Geofísica Brasil.

As matérias-primas da riqueza

Leiam o artigo da Acadêmica Helena Nader, presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), publicado no jornal Folha de S. Paulo em 21/1/2015.

A temperatura na Terra e o "efeito estufa"

A fina camada gasosa que forma a nossa atmosfera isola a Terra de temperaturas extremas. Ela mantém o calor dentro da atmosfera e também bloqueia a passagem da maior parte da radiação ultravioleta proveniente do Sol, impedindo-a de atingir a superfície terrestre.

A reviravolta é possível

Os desafios que estarão em pauta durante 2015 é o tema do artigo de Marcos Cintra, executivo do setor petrolífero especializado em Economia e Gestão em Energia (Coppead-UFRJ), é mestre em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (IE-UFRJ), na Brasil Energia Petróleo e Gás.

A crise da Petrobras e o que fazer em 2015

A Petrobras já perdeu muito tempo, dinheiro e prestígio em aventuras a beira do precipício. O preço do barril já despencou, não podemos deixar a Petrobras ir atrás. (Artigo de Wagner Freire na Brasil Energia Petróleo e Gás)

Água fria no pré-sal

Com a falta de leilões e a recente queda no preço do barril, estrangeiros reduzem investimento no setor de petróleo no Brasil

O petróleo afundou

Queda de 40% na cotação do óleo reconfigura o quadro de forças entre as principais economias do mundo. No longo prazo, o Brasil sai perdendo.

Dos objetivos del 'dumping' del precio del petróleo

A Arábia Saudita está destruindo o mercado de petróleo ao vender 11,8 milhões de barris (2 milhões a mais que sua cota) a um preço de 50-60 dólares o barril. (Nazanín Armanian, Other News en Español)

Na era do petróleo barato

Uma nova era de reservas de energia abundantes e baratas está redesenhando o panorama geopolítico do mundo, enfraquecendo e potencialmente ameaçando a legitimidade de alguns governos ao mesmo tempo em que aumenta o poder de outros.

Identificando sweetspots através de medições de gás Hélio

A relação do gás Hélio com a presença de hidrocarbonetos, apesar de não muito difundida no mundo, tem sido bastante estudada por pesquisadores russos há aproximadamente seis décadas.

Ouro negro?

Ao contrário do que apregoam, o petróleo não é o nosso 'passaporte para o futuro'. No Brasil, estamos apostando o futuro, no século XXI, na energia do século XX. Por David Zylbersztajn

Millones para la Vaca Muerta

Acaba de ser aprovada lei pelo Congresso argentino que permite salto enorme na produção de petróleo e gás a partir de fontes não convencionais, mais conhecidas como as reservas de xisto. (Celso Ming)

Brasil não está imune a sismos catastróficos

Estudo do pesquisador e professor Alberto Veloso (Instituto de Geociências - UnB) revela que o maior terremoto conhecido no Brasil teve epicentro na margem esquerda do rio Amazonas, aproximadamente a 45km abaixo de Manaus.

Mudanças à vista

Marco regulatório em discussão no Congresso prevê forte intervenção estatal no setor. Indefinição trava alvarás de lavras e novas plantas de extração. Mineradores falam em insegurança jurídica. Goiás pode ser novo "vale do silício".

Petrobras precisa concentrar esforços no pré-sal

Para explorar e desenvolver essas áreas, a petroleira tem que cumprir os contratos assinados com a ANP, que preveem investimentos altos, os quais compõem boa parte do orçamento da estatal, de R$ 220,6 bilhões, até 2018. (Artigo de Aroldo Lima)

A mineração na ótica dos presidenciáveis

Thiago Schwinke Vidal, da Queiróz Assessoria Parlamentar e Sindical, faz uma breve análise daquelas que poderão ser as linhas de atuação dos três principais candidatos à Presidência da República para o setor mineral, e em particular no que tange ao Novo Código de Mineração.

México, novo Brasil do petróleo?

Para entender o impacto desta reforma energética, não só no México, mas também no Brasil, deve se antes conhecer a evolução histórica de ambos países petroleiros. (Artigo de Rodrigo Rueda Terrazas, engenheiro de petróleo da SPE.)

Ciclo hidrológico amazônico 'presta serviço' ao Brasil e ao mundo

O Sistema Aquífero Grande Amazônia - SAGA chama a atenção como mais uma curiosidade amazônica, grandiosa na sua dimensão física, mas mais importante ainda, na sua perspectiva sócio-econômica-ambiental. (Artigo do Prof. Dr. Francisco de Assis Matos de Abreu (FaGEO/IG/UFPA) exclusivo para o Geofísica Brasil)

Islândia: A pequena notável

A Islândia surpreende pelo número de belezas naturais e de exemplos geológicos difíceis de serem suplantados por outras áreas de igual tamanho geográfico. (Artigo de Alberto Veloso para o Correio Braziliense)

É preciso tirar a Petrobrás do palanque

A marca dos 500 mil b/d do petróleo do pré-sal já poderia ter sido alcançada e até mesmo superada caso se tivesse dado continuidade aos leilões de áreas exploratórias, escreve Adriano Pires, diretor do CBIE, em artigo no Estado de S. Paulo. (Petrobras esclarece no final)


Últimas notícias

As mais lidas