Segurança industrial em E&P

A área de Segurança Operacional é de tamanha importância que deve estar vinculada ao Gestor maior da organização, pois os impactos das anomalias, quando ocorrem, podem ser de tal magnitude que influenciam a própria existência futura da corporação no mercado.

É preciso olhar para o licenciamento

A baixa atividade exploratória da Petrobras, que deve reduzir consideravelmente a demanda por licenças ambientais para poços e sísmica, é o momento perfeito para o governo federal dotar o Ibama de maior capacidade técnica e humana

Convite à comunidade geocientífica brasileira

O Portal Geofísica Brasil gostaria de contar com a luxuosa ajuda de seus leitores e colaboradores interessados em ampliar a visibilidade e divulgar temas relevantes para a comunidade geocientífica.

A bomba atômica, a sismologia e o Brasil

Gerações futuras deverão continuar relembrando agosto de 1945, quando explodiram as primeiras bombas atômicas sobre Hiroshima e Nagasaki, praticamente dando fim à guerra que se desenrolava no Pacífico.

Menos multas, mais incentivos

O Brasil tem tido dificuldades nas decisões sobre a indústria de Óleo e Gás, por alguns períodos, ao longo de sua história. Parece não haver simplicidade, objetividade e constância suficientes para gerar confiança e tranquilidade empresarial.

Operador único e o compromisso de investimento mínimo de 30%

Independentemente de posições políticas ou ideológicas, há visões de negócio que requerem debate e uniformização de ações no Brasil. O pior dos mundos, no circuito dos investimentos, é a dubiedade de conceitos ou flutuação aleatória de posicionamentos. (Artigo de Armando Cavanha F.)

Geólogo analisa notícia do paredão que divide campo de Libra

O geólogo Pedro Zalán (ZAG Consultoria) analisou a informação publicada pelo site Petronotícias sobre um "paredão gigantesco de rochas que praticamente divide o campo de Libra ao meio". Segundo ele, a notícia é "vaga e difícil de ser entendida em termos técnicos precisos".

Oil & Gas: As 5 grandes tendências do mercado de trabalho

Ter uma visão global do panorama de crise e identificar  as estratégias que implementadas pelos empregadores é de vital importância para que está em busca de recolocação profissional. (Artigo de Tobias Read, CEO da Swift Worldwide Resources)

Terremoto: a energia incontrolável

Quase todos os terremotos são produtos do deslocamento das placas tectônicas e o que acaba de ocorrer no Nepal não fugiu à regra. (Artigo de Alberto Veloso)

Conteúdo local ajustado

O Conteúdo Local para a atividade upstream de Óleo e Gás no Brasil passa por um desafio, que necessita ser  tratado adequadamente para reter as competências já adquiridas. (Por Armando Cavanha)

A contribuição da mineração no cotidiano de nossas vidas

Este artigo tem a finalidade de atingir a opinião pública brasileira, em  especial, os políticos, para que tenham uma visão mais apurada do  significado da mineração no dia a dia do ser humano. O desconhecimento  dessa questão é tão grande que chega a ser inacreditável e alguma coisa  tem que ser feita nesse sentido.

O petróleo é nosso e o desemprego também

Se for confirmada a decisão de o governo adiar a realização da concorrência, o segundo mandato do governo Dilma Rousseff comete um erro estratégico sem tamanho para o setor que representava mais de 10% do PIB nacional.

Terremotos sexagenários

Surpreendente! Os dois maiores terremotos registrados no Brasil se sucederam em um intervalo de apenas 28 dias e tiveram magnitudes bem parecidas.

A qualquer custo? Sempre será caro demais

O "fraturamento hidráulico", ou "fracking", gerou militância contra e a favor, nos EUA

Recomendações para revitalizar a indústria petrolífera nacional

Tendo em vista a crise mundial do petróleo e as consequências "da corrupção e roubalheira política na Petrobras", o geólogo e consultor Pedro Zalán sugere ao novo governo dez ações "imprescindíveis para o reavivamento da indústria no Brasil", em artigo exclusivo do Geofísica Brasil.

As matérias-primas da riqueza

Leiam o artigo da Acadêmica Helena Nader, presidente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), publicado no jornal Folha de S. Paulo em 21/1/2015.

A temperatura na Terra e o "efeito estufa"

A fina camada gasosa que forma a nossa atmosfera isola a Terra de temperaturas extremas. Ela mantém o calor dentro da atmosfera e também bloqueia a passagem da maior parte da radiação ultravioleta proveniente do Sol, impedindo-a de atingir a superfície terrestre.

A reviravolta é possível

Os desafios que estarão em pauta durante 2015 é o tema do artigo de Marcos Cintra, executivo do setor petrolífero especializado em Economia e Gestão em Energia (Coppead-UFRJ), é mestre em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (IE-UFRJ), na Brasil Energia Petróleo e Gás.

A crise da Petrobras e o que fazer em 2015

A Petrobras já perdeu muito tempo, dinheiro e prestígio em aventuras a beira do precipício. O preço do barril já despencou, não podemos deixar a Petrobras ir atrás. (Artigo de Wagner Freire na Brasil Energia Petróleo e Gás)

Água fria no pré-sal

Com a falta de leilões e a recente queda no preço do barril, estrangeiros reduzem investimento no setor de petróleo no Brasil

O petróleo afundou

Queda de 40% na cotação do óleo reconfigura o quadro de forças entre as principais economias do mundo. No longo prazo, o Brasil sai perdendo.

Dos objetivos del 'dumping' del precio del petróleo

A Arábia Saudita está destruindo o mercado de petróleo ao vender 11,8 milhões de barris (2 milhões a mais que sua cota) a um preço de 50-60 dólares o barril. (Nazanín Armanian, Other News en Español)

Na era do petróleo barato

Uma nova era de reservas de energia abundantes e baratas está redesenhando o panorama geopolítico do mundo, enfraquecendo e potencialmente ameaçando a legitimidade de alguns governos ao mesmo tempo em que aumenta o poder de outros.

Identificando sweetspots através de medições de gás Hélio

A relação do gás Hélio com a presença de hidrocarbonetos, apesar de não muito difundida no mundo, tem sido bastante estudada por pesquisadores russos há aproximadamente seis décadas.

Ouro negro?

Ao contrário do que apregoam, o petróleo não é o nosso 'passaporte para o futuro'. No Brasil, estamos apostando o futuro, no século XXI, na energia do século XX. Por David Zylbersztajn