Flexibilização do monopólio do Urânio

Como detentor da sétima maior reserva de urânio do mundo, o Brasil não explora este potencial, enquanto países como Canadá, Austrália, Nigéria, Cazaquistão, Rússia e Namíbia respondem por 85% da produção global.

Água em estado crítico

 Há grande diferença entre a situação hídrica de paulistas e fluminenses: São Paulo dispõe de alternativas, e o Rio de Janeiro só tem o Paraíba do Sul. Artigo de Marilene Ramos publicado em O Globo.

Tempo bom

 Não podemos mais dizer que não sabíamos que combustíveis fósseis e desflorestamento reforçam a ocorrência de eventos climáticos extremos. Artigo de Paulo Nobre e Marcelo Seluchi publicado na Folha de São Paulo.

Petrobrás, go away!

O mês de março, em São Sebastião (SP), ficará marcado como o mês em que o prefeito declarou que seria um favor à cidade se a Petrobrás fosse embora. A ira do prefeito se deve ao fato da cidade não estar recebendo royalties, 

A nova face do mercado para as junior companies

O geólogo e advogado Luís Azevedo esteve no PDAC, um dos principais eventos mundiais que reúne investidores e prospectores, e comprovou que os financiadores de projetos de pesquisa e mineração estão muito mais exigentes e querem resultados.

A educação ou a Petrobrás?

Artigo de Antônio Cabrera publicado no Estado de S.Paulo. "Se a Petrobrás é eficiente, ela não precisa ser estatal. Se não é eficiente, ela não merece ser estatal."

A gigante extenuada

É como se a Petrobras fosse uma superatleta tendo que enfrentar várias maratonas, mas obrigada a correr com uma mochila carregada de pedras às costas. (Artigo de Jorge M. T. Camargo, em O Globo de 08/02/2014)

Alguma coisa está fora da ordem

O aquecimento global representa enorme desafio para a humanidade. (Artigo de Gervásio Paulus)

O ranking das universidades

Editorial do Estadão sobre o levantamento da Times Higher Education

O estupro da terra

Correu o mundo a famosa foto da água saindo da torneira e pegando fogo. O fato ocorreu na pequena cidade de Dimock, na Pensilvânia, nos EUA. O fogo se deve à presença de metano, liberado pela exploração de gás de xisto nas redondezas.

É tempo de religar os motores da mineração

O substitutivo apresentado pelo relator da comissão especial do Congresso encarregada de analisar o projeto de lei (PL) do novo marco regulatório da mineração é, sem dúvida, um grande alento para o setor.

Após o "shale"

Há uma certa euforia sobre a produção de hidrocarbonetos nos EUA, a partir do chamado "shale" (gás de xisto, gás natural que pode ser encontrado preso dentro de formações de xisto argiloso.

O desafio do petróleo

O Brasil deve se tornar o 6.º maior produtor mundial de petróleo até 2035, aponta projeção da Agência Internacional de Energia (AIE) divulgada na terça-feira (12).

Pelotas: província de hidrocarbonetos intocada

Potencial para grandes plays de óleo está direcionando a atenção das companhias de E&P para a Bacia de Pelotas, afirmam executivos da Spectrum ASA.

Geologia e potencial mineral do Brasil

Baixos investimentos em exploração mineral e infraestrutura precária explicam, em parte, a defasagem do Brasil em relação a Austrália e Canadá. O limitado conhecimento geológico do país esclarece outra parte.

Para entender o leilão de Libra

"Disputa pelo lucro do pré-sal e a suspensão da licitação de Libra": Este é o título do trabalho assinado pelo consultor legislativo Paulo César Ribeiro Lima, da de Recursos Minerais, Hídricos e Energéticos, cujo objetivo é analisar como o Excedente em Óleo resultante da exploração de Libra será dividido entre a União e o Contratado.

O terremoto que veio do céu

Com este título provocativo o Prof. Alberto Veloso reconstruiu uma curiosa história do final do século 19 revelando a origem incomum de um tremor de terra brasileiro, em artigo publicado no último número da RevistaUSP 98, julho/agosto 2013.

Estamos preparados para o pré-sal e o gás de xisto?

Em artigo publicado no Estadão, o jornalista Washington Novaes reforça o alerta da SBPC sobre os riscos da exploração do gás xisto

Exploração e Produção - 15 Anos de Abertura

Em artigo para a revista Interesse Nacional, o geólogo Álvaro A. Teixeira, descreve a abertura da exploração petroleira no país, há 15 anos, depois de quase meio século de monopólio estatal, abordando os fatos políticos mais importantes que marcaram a abertura da exploração de petróleo no país e a sua consolidação.

Carajás é da China

A nova frente de produção que a Vale está abrindo em Carajás, no Pará, é superlativa. Trata-se do maior investimento da mineradora em toda a sua história de 70 anos. Ao ritmo previsto, a jazida terá 40 anos de vida útil. Ao fim desse período, a maior mina de ferro do planeta será só lembrança – amarga e frustrante, por certo –, para os nativos. 

A grande farsa do gás de xisto

Energia barata versus poluição prolongada: nos EUA, o dilema da exploração de gás e petróleo de xisto não atormentou industriais nem o poder público.  Artigo do cientista político Nafeez Mosaddeq Ahmed publicado pelo Le Monde Diplomatique - Brasil.

Equívocos, omissões e obscuridades do Marco Regulatório Mineral

Equívocos, omissões e obscuridades do Marco Regulatório Mineral

Artigo de Rafael Brant e Jessica Bogossian, publicado no Portal do Geólogo, analisa o Projeto de Lei Nº 5.807, de 2013 (do Poder Executivo), o chamado Marco Regulatório da Mineração, que dispõe sobre a atividade de mineração, cria o Conselho Nacional de Política Mineral e a Agência Nacional de Mineração - ANM, e dá outras providências.

O Brasil como prioridade: ontem, hoje e sempre

O Brasil como prioridade: ontem, hoje e sempre

Ao longo dos últimos meses, decidi que não me pronunciaria sobre a avalanche que se abateu sobre minha vida privada e principalmente sobre meus negócios. Mudei de ideia nos últimos dias diante da grande insistência de amigos próximos e alguns de meus executivos. (Artigo de Eike Batista, nO Globo)

Potencialidades da mineração no Brasil (parte II)

Potencialidades da mineração no Brasil (parte II)

Agrominerais, fosfato, potássio, nióbio, terras raras, níquel, bauxita, cobre, zinco, rochas ornamentais, gemas e diamante, água mineral, agregados/argila, calcário, grafite, xisto, nada escapa ao olhar de Mathias Heider – Engenheiro de minas do DNPM, em artigo publicado na revista In The Mine.

Novo marco: retrocesso para a mineração

Novo marco: retrocesso para a mineração

Dificilmente um instrumento de política pode ser tão contraditório com os seus próprios objetivos como o novo marco regulatório da mineração, cujo projeto de lei foi remetido pela presidente Dilma Rousseff ao Congresso Nacional no dia 18 de junho último, sob regime de urgência constitucional. Artigo do geólogo Paulo Souto, ex-governador da Bahia, publicado no Jornal A Tarde.