logo

 

Enquete

Gás de Folhelho

Vamos ter uma revolução do gás de folhelho no Brasil?

» Go to poll »
1 Votes left

jVS by www.joomess.de.

Mídias Sociais

FacebookTwitterLinkedin

No 1º semestre, permissão de trabalho a estrangeiros sobe 24%

No 1º semestre, permissão de trabalho a estrangeiros sobe 24%

No primeiro semestre deste ano, o número de autorizações de trabalho para estrangeiros concedidos pelo governo brasileiro cresceu 24%, passando de 26.545 concessões no mesmo período do ano passado para 32.913, considerando temporários e permanentes. O balanço de permissões de trabalho foi divulgado nesta terça-feira pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Das autorizações concedidas no primeiro semestre, 29.065 são temporárias e 3.848 permanentes.

Os Estados Unidos são o país que mais mandou profissionais para o Brasil no semestre. Foram 4.646 trabalhadores, 334 a menos que no mesmo período de 2011. Os haitianos receberam 2.311 permissões. Em seguida, está a Filipinas (2.302 permissões) e os trabalhadores do Reino Unido, 2.083.

- A vinda de trabalhadores dos Estados Unidos está relacionada aos investimentos feitos pelas empresas e também porque a maior parte de artistas que vem ao Brasil são daquele país - comentou o coordenador-geral de Imigração do MTE, Paulo Sérgio de Almeida.

A maioria dos trabalhadores que receberam permissão de trabalho tem nível superior completo, ou ensino médio ou técnico. Dos 32 mil, 28.734 se enquadram nesses níveis de escolaridade.

Por tipo de função a que se destinam, o trabalho a bordo de embarcação ou plataforma estrangeira continua absorvendo a maioria dos estrangeiros, de acordo com o MTE, com 8.257 profissionais autorizados a trabalhar temporariamente no Brasil. Ainda do total de autorizações temporárias, 6.713 estão ligadas à assistência técnica por prazo até 90 dias (sem vínculo empregatício); 5.696 à artista ou desportista; 3.471 referem-se à assistência técnica, cooperação técnica e transferência de tecnologia (sem vinculo empregatício); 2.597 especialistas com vínculo empregatício; e 1.724 marítimos estrangeiros empregados a bordo de embarcações de turismo estrangeiras que operem em águas brasileiras.

A maior parte das autorizações de trabalho temporário foi para os estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, com 11.896 e 10.943, respectivamente.

- Isso está relacionado ao setor de petróleo, que concentra 30% das autorizações - disse o coordenador.

O MTE também divulgou que no primeiro semestre, 490 investidores pessoa física foram autorizados a trabalhar no país e trouxeram R$ 107,8 milhões. Os italianos foram os que mais direcionaram recursos, da ordem de R$ 25,5 milhões; seguidos por portugueses, com R$ 25,3 milhões e chineses, com R$ 11,4 milhões.

O Globo - 21/08/12

Últimas notícias

As mais lidas