logo

 

Enquete

Gás de Folhelho

Vamos ter uma revolução do gás de folhelho no Brasil?

» Go to poll »
1 Votes left

jVS by www.joomess.de.

Mídias Sociais

FacebookTwitterLinkedin

INT Inc. traz ferramentas para desenvolver softwares

INT Inc. traz ferramentas para desenvolver softwares

Com o objetivo de se reunir com clientes e prospectar mercado, o presidente e o diretor comercial da INT Inc., Olivier Lhemann e o Paul Schatz, respectivamente, visitam o Brasil na semana de 9 a 12 de julho. A empresa produz ferramentas para desenvolvimento de softwares, bibliotecas JAVA e C++, e ainda visualizadores para dados geofísicos.

Os executivos da INT (Interactive Network Technologies) pretendem visitar diversos grupos da Petrobras que já utilizam suas ferramentas, além de conhecer novas unidades da empresa e fazer contato com outras companhias de E&P de petróleo interessadas em seus produtos.

Lheman e Schatz planejam demonstrar as versões mais recentes do GeoToolkit e do INTViewer. Enquanto este último é um aplicativo de visualização para análise de dados sísmicos e controle de qualidade, o primeiro fornece aos desenvolvedores de softwares as ferramentas para a visualização de perfis de poços, dados sísmicos, contorno de superfícies e diagrama de poços.

Inovação

Para os desenvolvedores interessados no GeoToolkit, a INT vai mostrar as evoluções e dar uma prévia da nova tecnologia HTML5 para dispositivos móveis. Para geocientistas interessados no INTViewer, por sua vez, a empresa mostrará uma nova visualização integrada de mapas, dados sísmicos e de perfis, e ainda pretende antecipar alguns plug-ins para aplicativos como Seismic Unix, Madagascar, and Matlab.

Os produtos da INT, segundo Paul Schatz, são focados em tecnologias relacionadas à visualização de dados e ajudam geocientistas e engenheiros de software a trabalhar com maior eficiência. O INTViewer é um aplicativo inovador de visualização de dados e uma plataforma de desenvolvimento para análises sísmicas e controle de qualidade no setor de exploração e produção de petróleo.

"É fácil de aprender, suporta grandes conjuntos de dados e reduz o tempo de preparação para compartilhamento de dados e análise de resultados com colegas, gerentes e parceiros", descreveu Schatz.

Já o GeoToolkit é um pacote de bibliotecas para desenvolvedores de softwares que criam aplicativos que necessitam ver na tela dados especializados em exploração e produção de petróleo.

"Seus componentes reduzem o esforço necessário para a finalização de projetos de desenvolvimento de softwares e facilita aos desenvolvedores focar em tecnologias essenciais mais importantes em vez de perder tempo escrevendo telas de dados", acrescentou.

Perspectivas globais e no Brasil

Segundo o diretor da INT, a maioria dos analistas prevê que em 2040 a demanda global de energia será 30% maior do que hoje. Embora várias fontes de energia sejam necessárias, o petróleo ainda será a maior fatia da Matriz Energética numa perspectiva de futuro previsível.

"Nossa indústria precisa continuar explorando e produzindo hidrocarbonetos, o que está ficando cada vez mais difícil na medida em que novas descobertas ocorrem em regiões com grandes desafios ambientais ou  politicamente conturbadas. O crescimento contínuo e o sucesso necessitam de inovações e de novas tecnologias", avaliou Schatz.

Mencionando o Brasil, o executivo afirma que o compromisso com a inovação e com novas tecnologias, além de investimentos significativos em P&D, está conduzindo o país a uma série de sucessos em plays de óleo e gás difíceis e conferindo brilho a uma vibrante indústria de óleo e gás no Brasil. "As pessoas com quem trabalhamos são inteligentes, bem educadas e trabalham duro. Esta é a receita para o sucesso continuado e o crescimento."

05/07/2012

Últimas notícias

As mais lidas