logo
  • GlobalGeo Top Banner-04092014

 

Enquete

Gás de Folhelho

Vamos ter uma revolução do gás de folhelho no Brasil?

» Go to poll »
1 Votes left

jVS by www.joomess.de.


A Terra como um grande ímã: curso de Magnetometria

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

A Terra como um grande ímã: curso de Magnetometria

De acordo com a hipótese mais aceita, as correntes elétricas originadas no núcleo da Terra produzem o magnetismo. Por sua vez, as anomalias magnéticas são produzidas por corpos ou estruturas na crosta terrestre, que são objeto de medição pela magnetometria.

O equipamento utilizado pela magnetometria é o magnetômetro, que mede a intensidade do campo magnético em locais de interesse.

O magnetismo terrestre deve ser separado em duas partes:

  1. campo magnético principal: produzido no núcleo;
  2. campo magnético anômalo: produzido na crosta.

Em uma sequência de 50 slides, o Prof. Walter Malagutti Filho, Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2, elaborou material de apoio para o Curso de Magnetometria

Walter Malagutti Filho possui graduação em Geologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1980), doutorado em Geociências e Meio Ambiente pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1991) e Livre-docência em Geofísica Aplicada pela Universidade Estadual Paulista (2005).

Atualmente, o autor é professor adjunto da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho onde ministra disciplinas da área de Geociências, com ênfase em Geofísica Aplicada e Métodos Geofísicos Potenciais atuando principalmente nos seguintes temas: métodos geoelétricos, gravimetria, magnetometria, métodos sísmicos para a geofisica aplicada e ambiental.


Últimas notícias

As mais lidas