compressao-roaming
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal abriga importante acervo sobre mineração e metalurgia, documentando duas das principais atividades econômicas de Minas. O Museu faz parte do Circuito Liberdade, importante corredor de cultura do país. Abrigado em uma área histórica da capital mineira, o Circuito é composto por treze instituições, dentre museus e centros culturais, que mapeiam diferentes aspectos do universo cultural e artístico.

O MM Gerdau foi construído com o esmero de quem lapida uma pedra e a transforma em algo precioso, tendo sido concebido para destacar a marcante relação da história e das expressões culturais do Estado de Minas Gerais com a riqueza de suas minas e recursos naturais. Também nasceu para celebrar a identidade do Estado e do seu povo, uma vez que traduz a formação e o desenvolvimento de uma região, revelando duas das principais atividades econômicas de Minas Gerais: a mineração e a metalurgia.

A proposta é colocar a mineração e a metalurgia em perspectiva histórica e desvendar o papel do metal na vida humana, ilustrando sua diversidade, características, processos produtivos e sua inserção no imaginário coletivo. Os metais são os elementos de maior diversidade no universo químico: entender o metal, os minerais e os seus componentes significa entender o motor fundamental, não somente da industrialização e do desenvolvimento de uma sociedade, mas também da vida. Além disso, descobrir a riqueza do nosso solo e a diversidade dos minerais é um convite a um passeio especial pelas Minas Gerais, literalmente no que se refere ao significado do nome do nosso estado.

O MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal foi implantado e mantido pelo Grupo EBX de 2008 a 2013. A partir de dezembro de 2013, a Gerdau assume a manutenção do espaço e o Museu passa a se chamar, desde maio de 2014, MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal.

O PRÉDIO ROSA

O edifício que abriga o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, conhecido como Prédio Rosa, foi inaugurado juntamente com a capital mineira e a Praça da Liberdade, em 1897, projetado para ser a Secretaria do Interior.

museu minas metal gerdau 2

Foto: Jomar Bragança

Em 1930, passou a abrigar a Secretaria de Educação, até a década de 90, quando incorporou também o Centro de Referência do Professor e o Museu da Escola. Com a transferência das Secretarias do Governo do Estado para a Cidade Administrativa, o prédio passou então a abrigar o Museu, inaugurado em março e aberto ao público em junho de 2010.

MINAS

Um percurso pelas principais minas do Estado – ferro, ouro, manganês, zinco, nióbio, bauxita, diamante, gemas, calcário, grafita e água mineral, revelando aspectos ligados aos minerais e à mineração. Você vai se surpreender na Sala das Minas, onde um elevador o leva às profundezas da Mina de Morro Velho. Também são apresentados fatos conhecidos e curiosidades sobre importantes minas situadas no Estado de Minas Gerais.

As amostras minerais estão presentes em três atrações: no Inventário Mineral, acervo do antigo Museu de Mineralogia Djalma Guimarães e aquisições recentes feitas pelo Museu; no Chão de Estrelas, onde lunetas espalhadas pelo chão relevam detalhes das riquezas minerais do nosso subsolo; e na atração Miragens, onde os minerais parecem estar ao alcance das mãos.

METAL

A importância do metal para a humanidade, desde tempos remotos, é apresentada em várias atrações. O visitante pode medir a quantidade de metal presente em seu corpo, criar compostos em uma tabela periódica tecnológica, se encantar com a Língua Afiada, escultura em aço inox, entre outras tantas possibilidades de compreender o metal e suas utilizações.

Explore o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal

Comente este artigo


Código de segurança
Atualizar