compressao-roaming

Como são detectados os terremotos?

Hoje um tremor de 6.9 de magnitude foi detectado no Japão e causou pânico na população por conta de uma possibilidade de tsunami. Mas você sabe como os tremores são detectados?

Aprender Fazendo: Geofísica: Prof Vanderlei Bagnato

Experimento aplicado na Disciplina Laboratório Didático 2 do Curso de Graduação de Licenciatura em Ciências Semi-Presencial da USP que teve o Prof. Vanderlei Bagnato como coordenador geral, entre 2010 e 2014. O curso foi viabilizado graças ao convênio firmado entre a UNIVESP e a USP.

Os terremotos mais destrutivos da história

Algumas fontes citam um grande terremoto que ocorreu em 11 de outubro de 1737 em Calcutá, na Índia, matando 300 mil pessoas. No entanto, estudos recentes indicam que estas pessoas foram vítimas de um ciclone e não de um terremoto.

Terremotos e Tectônica do Japão

Cerca de 1.500 tremores acontecem todos os anos no Japão. Tremores menores ocorrem quase diáriamente. Terremotos mortais são uma parte trágica do passado da nação.

Como funcionam os terremotos?

Até muito recentemente, os cientistas tinham apenas suposições sobre o que realmente causava os terremotos. Mesmo hoje, ainda há uma certa dose de mistério que os rodeia, mas os cientistas já têm um entendimento muito mais claro do fenômeno.

Sistema Geodésico Brasileiro - Rede Gravimétrica

 A informação gravimétrica reveste-se de primordial importância em diversas áreas das ciências da Terra, como por exemplo na Geodésia (estudo da forma -geóide- e dimensões da Terra), na geologia (investigação de estruturas geológicas) e na geofísica (prospecção mineral).

Os riscos sísmicos associados à energia geotérmica

Os planos ambiciosos da Suíça no domínio da produção de energia sofreram um revez após o terremoto que abalou recentemente o noroeste do país.

O que é um sismo?

O que é um sismo?

Um sismo ou terramoto é um súbita libertação de tensão acumulada por ruptura dos materiais na crosta terrestre. Quando a deformação desses materiais excede a força de coesão das rochas sob tensão eles partem-se através de planos de fraqueza os quais que podem já ser preexistentes.

Saiba mais sobre Sismologia

Saiba mais sobre Sismologia

A sismologia é a responsável pela descoberta da existência das camadas da Terra, sendo uma importante área da geofísica. 

Anão de jardim mostra diferenças na ação da gravidade

Anão de jardim mostra diferenças na ação da gravidade

Do Peru a Mumbai e do México a Sydney, um anão de jardim chamado Kern viaja pelo mundo inteiro, subindo na balança por onde quer que vá, uma experiência que demonstra que a gravidade terrestre não é exercida em todos os lugares com a mesma intensidade.

Dorsal Meso-atlântica

Dorsal Meso-atlântica

Conhecida também pelos nomes de dorsal Submarina e Crista Média Oceânica, a dorsal Meso-atlântica consiste em um conjunto de montanhas que fica abaixo do nível do mar. Estas cadeias originaram-se do afastamento das placas tectônicas e formam o maior agrupamento de montanhas do mundo, chegando a 65.000 quilômetros de extensão.

Estudo da Sismologia

Estudo da Sismologia

Os sismógrafos gravam as ondas sísmicas, e detectam e amplificam os menores movimentos do solo.

Licenciatura em Ciências - Sismologia

Licenciatura em Ciências - Sismologia

Para falar sobre a atividade sísmica no Brasil a equipe da Univesp TV foi a sala de Monitoramento da Rede Sismográfica Integrada do Brasil (Rede BRA-SIS) conversar com o professor de Geofísica Dr. Marcelo Assumpção do IAG-USP. O Programa faz parte da disciplina de Geofísica do Curso de Licenciatura em Ciências da USP. A Univesp é a Universidade Virtual do Estado de São Paulo.

A Terra: um planeta heterogêneo e dinâmico

A Terra: um planeta heterogêneo e dinâmico

Artigo da Prof. Dra. Maria Cristina Motta de Toledo do Instituto de Geociências da USP

Indonésia, um 'must' para vulcanólogos

Indonésia, um 'must' para vulcanólogos

As ilhas da Indonésia encontram-se entre os terrenos mais recentes do planeta. Formaram-se há apenas quinze milhões de anos, resultado de deslocamentos de terras na subsuperfície do oceano e de erupções vulcânicas.

Cientistas explicam causas dos terremotos e tsunamis

Cientistas explicam causas dos terremotos e tsunamis

Como é que uma tragédia como a do Japão acontece? De onde vem essa força toda da natureza?

Tsunami no Japão provoca medo nos que moram no litoral; risco existe?

Tsunami no Japão provoca medo nos que moram no litoral; risco existe?

O terremoto de 8,9 graus na escala Richter que sacudiu o nordeste do Japão nesta sexta-feira gerou um tsunami que alcançou áreas da cidade de Sendai, onde imagens da emissora de TV local mostram que a água arrastou carros e atingiu edifícios.

Por que é difícil prever um terremoto?

Por que é difícil prever um terremoto?

Veja as principais perguntas sobre as possibilidades de se antecipar grandes terremotos.

Tsunamis, movimentos de águas marinhas de origem sísmica

Tsunamis, movimentos de águas marinhas de origem sísmica

As tsunamis são causadas por terremotos submarinos e acontecem essencialmente nas zonas de fortes movimentos tectônicos, como algumas regiões do Pacífico e da Ásia.

Estudo virtual do centro da Terra

Estudo virtual do centro da Terra

Pesquisadores reproduzem, por meio de modelos computacionais, condições termodinâmicas a que os minerais estão expostos no manto inferior.

O que fazer antes, durante e depois de um sismo ?

O que fazer antes, durante e depois de um sismo?

Sismo ou terremoto é uma libertação súbita de energia acumulada na crosta terrestre, que se manifesta pela propagação de ondas sísmicas, provocando movimentos vibratórios no solo. Este fenômeno natural não é previsível, tem curta duração e repete-se habitualmente nas mesmas áreas. O que fazer antes, durante e depois de um sismo?