compressao-roaming
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

O que fazer em caso de tsunami?

Um sismo pode ser entendido como um alarme de tsunami. Por isso, no caso de sentir um sismo de elevada magnitude abandone áreas costeiras de baixa altitude.

Os tsunamis podem ser precedidos por uma súbita variação (subida ou descida) do nível do mar. Este fenómeno deve também ser entendido como um alarme de tsunami.

Um tsunami não é uma onda isolada, mas sim um conjunto de ondas que podem ser separadas por períodos signficativos. Em caso de ocorrência de tsunami só deverá retornar a áreas costeiras após indicação da autoridade competente.

A amplitude de um tsunami pode ser pequena num ponto da costa e muito grande a poucos quilómetros de distância. Por isso não minimize o fenómeno apenas pelo facto de no local em que se encontra a amplitude lhe parecer reduzida.

Todos os tsunamis são potencialmente desvastadores.

Nunca se desloque para observar um tsunami: quando estiver suficientemente próximo para o observar bem já não lhe conseguirá escapar.

Nunca tente surfar numa onda de tsunami: estas ondas não enrolam ou quebram como as ondas de surf.

Durante uma emergência de tsunami siga prontamente as instruções da protecção civil ou da autoridade local competente.

International Tsunami Information Center

Comente este artigo


Código de segurança
Atualizar