Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Divulgando Geofísica como Ciência e Profissão

Um projeto do Departamento de Geofísica homologado pelo IAG - Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP pretende tornar a Geofísica mais conhecida no Brasil.

Em consequência  do pouco conhecimento dessa ciência, existe pouca procura de vestibulandos pela carreira e, conseqüentemente, há uma enorme carência desse profissional no mercado de trabalho e doutores para compor o quadro docente das universidades onde o curso é ministrado.

Em especial, há deficiência na área de prospecção de petróleo, já que a demanda aumentou consideravelmente em função das descobertas de campos gigantes nas bacias marginais brasileiras, como também na área de pesquisa mineral e de água subterrânea. Desta forma o projeto tem por objetivo divulgar a Geofísica como ciência e como profissão em vários setores da sociedade. Nesta primeira etapa, estamos priorizando estudantes e professores do ensino médio, de modo a ampliar a relação candidato/vaga nos vestibular e conscientizar os candidatos sobre as responsabilidades e tarefas que o geofísico pode executar.

Finalidade e relevância para a formação dos alunos envolvidos:

Os bolsistas ao se engajarem no projeto terão a oportunidade de atuar diretamente com os estudantes do ensino médio e divulgar o curso e as pesquisas em que estão inseridos. Mas, antes de poderem fazer esta divulgação, eles terão que conhecer melhor o campo de atuação profissional e de pesquisa em Geofísica, e aguçar o conhecimento de seu próprio campo de opção futura, após a conclusão do bacharelado. Do ponto de vista técnico, os bolsistas irão trabalhar com ferramentas modernas de tecnologia da informação (internet, computação, aplicativos gráficos para produzir material de divulgação). Finalmente, para a produção de material de divulgação para professores do ensino médio, os alunos deverão traduzir os conhecimentos adquiridos no ciclo básico do bacharelado em Geofisica, em linguagem acessível aos professores e estudantes do ensino médio.

Ações e detalhamento das atividades:

O Departamento tem realizado algumas ações relacionadas à divulgação da Geofísica na capital de São Paulo, através de distribuição de material em escolas e palestras presenciais. Entretanto, o público alvo é restrito e o trabalho não tem resultado em grande impacto como opção de carreira. Este resultado é medido com o levantamento após o vestibular, quando os calouros são indagados de onde obtiveram informação sobre a carreira, e a quase totalidade deles informam que foi através do Guia do Estudante da Editora Abril. Nos últimos anos, a razão entre candidato/vaga tem oscilado em torno de 3. Pretende-se agora iniciar um trabalho de divulgação em escolas do interior de São Paulo, adotando uma estratégia diferente e visando atingir um número maior de estudantes. Serão criadas condições para que o trabalho atinja também os professores de Física que passarão a atuar como agentes multiplicadores da ação.

As atividades a serem realizadas serão:

1) seleção de escolas que obtiveram boa classificação no ENEN através do site do Ministério da Educação;

2) preparação de folhetos contendo informações sobre o que é Geofísica, sobre o curso de Bacharelado em Geofísica do IAG e sobre as atribuições do geofísico, incluindo áreas de atuação, mercado de trabalho e remuneração;

3) elaboração de um CD que será distribuído para professores contendo informações sobre a Geofísica e exemplos que podem ser utilizados em aulas de ciências;

4) os recursos financeiros para o projeto serão solicitados à Sociedade Brasileira de Geofísica (www.sbgf.org.br) que tem apoiado iniciativas desta natureza em todo Brasil.

Resultados esperados / Indicadores de acompanhamento:

1. Confeccionar um kit de material (folhetos e vídeo em CD-ROM) e construção de página web dentro da página do Departamento de Geofísica. Prazo estimado: 6 meses;

2. Seleção das escolas públicas e privadas com ensino médio ou profissionalizante, que irão receber o material. Com o material será enviado um questionário ao professor para que opine sobre o material e se este foi divulgado entre os estudantes. Dois meses (fevereiro e março de 2009);

3. Aguardar o retorno sobre interesse de visita local para palestras ou bate-papo via internet. Período: abril a agosto de 2009, quando inicia o período de inscrição para o vestibular;

4. Resultado esperado: aumento na razão candidato/vaga no vestibular de 2010, atualmente esta razão está em torno de 3 candidatos/vaga;

5. Se o resultado for positivo, adotar a estratégia nos anos subseqüentes, ampliando o número de cidades. O resultado dessas ações será avaliado durante a semana de recepção ao calouro, onde é indagado como o candidato tomou conhecimento da carreira.

Público alvo:

Estudantes e professores de ensino médio. Em principio serão escolhidas as escolas localizadas mais próximas da capital paulista, como São Carlos, Campinas, São José dos Campos, Santos, etc., de onde se originam os atuais estudantes de bacharelado em Geofísica, como também das principais cidades de outras regiões do Estado de São Paulo. O critério de seleção das escolas se baseará nas notas obtidas no ENEM. Pretende-se atingir no mínimo 300 escolas, portanto, pelo menos igual número de professores de Física. Considerando um número médio de 100 estudantes do ensino médio por escola, estima-se que serão atingidos 30.000 estudantes. Especial atenção será dada às cidades litorâneas do Estado de São Paulo, uma vez que as atividades de exploração de petróleo devem se intensificar nos próximos anos em função das descobertas dos mega campos de petróleo na Bacia de Santos. Assim os professores estarão mais preparados para responderem questões relacionadas ao assunto, que certamente surgirão por parte dos alunos.


Período de realização: 01/08/2008 - 31/07/2009

Número de bolsas aprovadas: 2

Comente este artigo


Código de segurança
Atualizar