compressao-roaming
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Alberto Veloso

ufrn TakeyaQuando o jovem professor universitário Mario Takeya sentiu-se motivado a estudar os tremores de terra do Nordeste, não imaginava quão interessante e desafiador seria o seu futuro como sismólogo. Uma década depois, em sua residência em Natal, o chacoalhar da cama e o rangido das janelas o despertou na madrugada de 30 de novembro de 1986. Naquele momento, um terremoto com epicentro 80km distante de Natal, já ocasionava estragos em construções e danos pessoais no município de João Câmara, em proporções ainda não vistas em território brasileiro.

Takeya, porém, não vivenciou apenas aquele episódio, pois já acompanhava por meses a intrigante sismicidade camarense e prosseguiu os estudos pelos anos subsequentes. Sentir abalos sísmicos e observar seus efeitos, atentar para a segurança das pessoas e de suas moradias, registrar e estudar aquela sismicidade proporcionou a Takeya vasta experiência no campo sismológico. No entanto ele queria mais, pois foi à longínqua Escócia buscar conhecimentos científicos especializados e lá obteve o seu título de PhD, tendo como tema os tremores de terra de João Câmara.

Por que não colocar no papel toda essa vivência de campo e de investigador qualificado? Sorte da História e da Sismologia, pois Takeya escreveu “João Câmara, 1986”.

Este livro, dividido em duas partes, aborda inicialmente os trabalhos desenvolvidos pelo Grupo de Sismologia da UFRN, começando pela difícil tarefa de estudar os tremores locais sem qualquer tipo de instrumentação sismográfica. Inicialmente sós, acabaram por receber a colaboração de colegas de outras universidades, também desejosos de registrar os tremores que não paravam de acontecer. Afinal João Câmara representou uma grande e duradora sequência de abalos sísmicos sem paralelo em nossa história e o Dr. Takeya conta muitas dessas passagens. A segunda parte do livro é mais técnica, pois representa uma versão resumida de sua tese de doutorado. De grande valor científico, esses escritos representam notável contribuição aos pesquisadores de temas sísmicos do Nordeste.

Com sua obra Mário Takeya presenteia não apenas os camarenses e potiguares, mas também a comunidade de geocientistas brasileiros.

Professor Alberto Veloso, Brasília, novembro de 2016

Livro: 

JOÃO CÂMARA, 1986. Os abalos sísmicos e seus efeitos

228pp, Preço: R$30,00 (trinta reais)

Edições Sebo Vermelho, Natal, RN

O autor:

Dr Mário Takeya é graduado em Física pela USP, mestre em Geofísica pelo IAG/ USP e PhD em Ciências, pelo Departamento de Geologia e Geofísica da Universidade de Edinburgh, na Escócia. Foi professor da UFRN até aposentar-se em 2007 e trabalhou na ONU, em Viena, entre 1998 e 2003.

O livro pode ser adquirido na Cooperativa Cultural Universitária, UFRN, Natal, RN

@CoopertivaCultural

Site: http://www.cooperativacultural.com.br/

Telefone: (84) 3211-9385

Comente este artigo


Código de segurança
Atualizar