compressao-roaming
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

A Compahia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), empresa de desenvolvimento mineral, vinculada a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado da Bahia (SDE), apresentou ao mercado mais uma oportunidade de investimento em exploração mineral. O Projeto Caboclo dos Mangueiros se refere a um corpo ultramáfico mineralizado em níquel, cobre e cobalto (Ni-Cu-Co) com platinóides associados.

O Projeto Caboclo dos Mangueiros é representado por uma intrusão ultramáfica acamadada tectonicamente colocada dentro de metassedimentos com termos variando de piroxenitos a peridotitos, geralmente tremolitizados e sulfetados, que compõem um depósito de Ni-Cu-Co, com recursos potenciais superiores a 400 milhões de toneladas de minério.

O projeto está localizado na região norte do Estado da Bahia, na interface dos Municípios de Pilão Arcado e Campo Alegre de Lourdes, mais precisamente na vila de Caboclo dos Mangueiros.

As atividades de exploração mineral na região foram iniciadas em 1977 com um reconhecimento geológico na folha de Campo Alegre de Lourdes.

O Prospecto Caboclo dos Mangueiros representa um alvo de exploração com mineralização polimetálica, no qual a quantidade de informações varia desde anomalias geoquímicas em solo e escavações rasas, até um corpo mineralizado já sondado em estágio de reconhecimento.

Confira um resumo técnico do projeto aqui.

Semae (CBPM)

Comente este artigo


Código de segurança
Atualizar