Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

wellfield perfuracaoA WELLFIELD, fornecedora de serviços geofísicos para O&G e Mineração, está executando desde o segundo trimestre de 2017, um programa sísmico 2D proprietário na Bacia do Parnaiba localizado no estado do Maranhão para  uma grande operadora onshore nacional.

A Wellfield pretende incorporar a recente aquisição de um Sistema Sercel 508XT ao projeto ora em execução.

A empresa de origem chilena está no Brasil desde 2015 e vem participando de diversas licitações. No ano passado ganhou a concorrência para um projeto não exclusivo, patrocinado por um grande cliente na Bacia do Paraná. O projeto foi executado no primeiro trimestre de 2017 e envolveu aquisição de  aproximadamente 460 km de linhas sísmicas 2D empregando tecnologia “Vibroseis”.

Também aguarda os resultados de licitações para projetos não exclusivos da Petrobras nas bacias do Recôncavo e de Sergipe-Alagoas.

tgs mario kielingSegundo o Country Manager Mario Kieling, geólogo e geofísico que desde outubro de 2016  está à frente da Wellfield no Brasil, a empresa está mobilizando sua segunda equipe sísmica terrestre para tocar outro projeto não exclusivo, para um cliente importante, de aquisição de dados na Bacia do Parnaíba, envolvendo, desta vez, 950 km de linhas sísmicas 2D. Esse projeto foi ganho ano passado mas o contrato somente assinado em 2017.

"A Wellfield  tem participado de licitações desde o ano passado, para atender os planos de investimento das concessionárias que adquiriram blocos exploratórios nas últimas rodadas da ANP. Ganhamos a licitação proprietária no Maranhão e os projetos não exclusivos  nas Bacias do Paraná e Parnaiba", afirmou Kieling.  Segundo ele, o mercado brasileiro de sísmica terrestre não está crescendo, mas algumas concorrências atraem as poucas empresas do ramo que atualmente continuam ativas.

A Wellfield possui um centro de processamento de dados em Buenos Aires, mas, de acordo com Kieling, para atender requisitos de conteúdo local, a companhia está fazendo  parceria com empresas brasileiras  especializadas em processamento sísmico.

A Wellfield Brasil, que tem sua sede atualmente em Mossoró-RN, está transferindo sua matriz brasileira para a capital do Rio de Janeiro.

Geofísica Brasil

Comente este artigo


Código de segurança
Atualizar