compressao-roaming
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Nos próximos seis meses, pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) vão estudar as ações necessárias para minimizar os efeitos das ressacas que atingem a Ponta da Praia, em Santos. Isso será possível graças à assinatura de um aditivo no contrato que a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) mantém com a instituição de ensino.

Assine para ler mais...

Comente este artigo


Código de segurança
Atualizar