compressao-roaming
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

petrobras priscila moczylower

Priscila Moczydlower, da área de Engenharia de Reservatórios da Petrobras, apresentou os métodos implementados pela companhia no aumento do fator de recuperação de campos maduros offshore.

Ela citou o uso de operações remotas e afirmou que é imprescindível que haja uma integração multidisciplinar para otimizar custos, discutir novas soluções e tornar viáveis alguns projetos. “O aumento do fator de recuperação não é uma tarefa exclusiva do profissional de reservatórios. Ela é uma tarefa do E&P como um todo, pois envolve todas as disciplinas, como poços, engenharia submarina, topside, elevação e escoamento”, disse.

As técnicas implementadas em Marlim, na Bacia de Campos, foram apresentadas como responsáveis pelos bons resultados obtidos no aumento do fator de recuperação no campo. Segundo ela, para reduzir o declínio natural de produção de Marlim, a companhia utilizou técnicas como Sísmica 4D, manutenção de pressão e injeção de água.

A engenheira também falou da aplicação da Sísmica 4D em outros campos, associando seus resultados a um software desenvolvido exclusivamente para a empresa, com o qual é possível mapear os pontos com maior potencial para perfuração de novos poços. “Tudo isso tem dado confiança à empresa para ir gradualmente aumentando o fator de recuperação de campos”, informou Priscila.

A conferência contou também com representantes das empresas Halliburton e Schlumberger. Os especialistas discutiram as necessidades e as soluções inovadoras de métodos para otimização do plano de explotação, aumento do fator de recuperação, bem como propostas para redução de custos e aumento da eficiência na perfuração, completação e restauração de poços, visando a estender a vida útil dos campos.

TN Petroleo/Agência Petrobras

Comente este artigo


Código de segurança
Atualizar