Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Em entrevista exclusiva ao Portal Geofísica Brasil, o geofísico Cosme Peruzzollo, homenageado pela Sociedade Brasileira de Geofísica - SBGf no final de 2013, falou sobre sua trajetória profissional e abordou temas atuais ligados ao mercado e à tecnologia sísmica.

Ele contou sobre o início de sua carreira na Petrobras e depois na iniciativa privada. Mencionou sua experiência na IAGC (Associação Internacional de Empreiteiros de Geofísica) e o relacionamento com os órgãos ambientais e ainda comentou sobre as tecnologias de cabos de fundo oceânicos (OBC) e "nodes" para o desenvolvimento de reservatórios de hidrocarbonetos offshore.

"Acredito que nos próximos anos esta tecnologia será uma ferramenta indispensável para a realização de levantamentos em áreas obstruídas, em áreas de produção. Tanto o cabo de fundo em águas mais rasas, quanto os nodes em áreas mais profundas têm um potencial de crescimento muito grande", previu Cosme.

Ao final da entrevista, o geofísico avalia que a falta de rodadas de licitação de áreas de exploração de petróleo prejudica as companhias pequenas de geofísica, que trabalham exclusivamente no Brasil. "Quando a atividade é marcante, elas crescem. Quando a atividade diminui elas não têm como se sustentar."

Confira...

Geofísica Brasil